Pró Reitoria de Pesquisa

Esclarecimentos sobre o caráter complementar das solicitações FAEPEX

De acordo com a Deliberação CONSU-A-24-30/09/2003. o FAEPEX é um fundo de apoio complementar. Assim o solicitante deve apresentar algumas condições que caracterizam essa complementaridade. A responsabilidade de demonstrar a complementaridade da solicitação é de exclusiva responsabilidade do solicitante. O Conselho de Orientação do FAEPEX, em reunião realizada no dia 14/12/2009,  atualizou os itens reconhecidos pelo FAEPEX como complementares:

As seguintes situações são reconhecidas como complementares pelo FAEPEX (Conselho de Orientação do FAEPEX, reunião de 14/12/2009):

  1. O proponente recebeu parte dos recursos de seu projeto de agências de fomento (FAPESP, CNPq, CAPES) ou outras fontes externas à universidade.
     
  2. O proponente tem um projeto de pesquisa em andamento, financiado por agências de fomento nacionais ou internacionais, públicas ou privadas.
     
  3. Projetos submetidos a órgãos de fomentos com o objetivo da solicitação, mas ainda não contemplados poderão ser considerados, mas em eventuais análises comparativas não terão prioridade.
     
  4. O proponente tem bom histórico de captação de recursos para pesquisa ao longo dos últimos 5 anos (bolsas de pós-graduação e pós-doutorado, exceto as de cotas institucionais, como as do CNPq, CAPES e PNPD).
     
  5. O proponente possui Bolsa de pesquisa do CNPq em qualquer nível. Essa contrapartida  será aceita no Nível 1 para docente e discente, no Nível 2 somente quando o auxílio for para o docente.
     
  6. No caso de Auxílio Viagem, o apoio financeiro do congresso/conferência, do programa de pós-graduação ou de outras fontes não-orçamentárias da Unidade pode ser considerado como contrapartida. Sendo esta a única demonstração de contrapartida, a solicitação deverá ter menor prioridade em eventual análises comparativa.
     
  7. No caso de apoio a viagens pelos programas de pós-graduação da Unicamp ou de fundos extra-orçamentários da Unidade é preciso apresentar documento da Unidade informando explicitamente o montante e a destinação do apoio concedido.
     
  8. Projetos submetidos a órgãos de fomento com o objeto da solicitação, mas ainda não contempladospoderão ser considerados como contrapartida, mas não terão prioridade em eventuais análises comparativas.
     
  9. O FAEPEX também poderá financiar atividades não contempladas por agências de fomento e que possam induzir um diferencial positivo nas atividades de ensino e pesquisa da UNICAMP.
     
  10. Projetos de pesquisa financiados por instituições externas à Unicamp (universidades, empresas etc.) deverão estar devidamente regularizados nas instâncias cabíveis da universidade.
     
  11. O montante apresentado como contrapartida poderá balizar prioridade do apoio FAEPEX.
     
  12. O aporte de recursos pessoais do solicitante não será aceito como demonstração de complementaridade, em nenhuma hipótese.
     
  13. Não serão considerados como complementaridades, recursos oriundos da própria Pró Reitoria de Pesquisa (PIBIC, PIBIC-EM, CAF, CAFIN).
     
  14. Contratos de prestação de serviço, consultorias e curso de Extensão não serão aceitos como contrapartida.
Site desenvolvido por Chuva Inc.